≡ Menu

Sermão: AS DEZ VIRGENS Mat. 25:1-13

AS DEZ VIRGENS
Mat. 25:1-13

I – As cinco loucas – néscias (sem juízo, BLH).
1. As experiências pelas quais passaram.
2. O desapontamento final.

II – As cinco prudentes (ajuizadas, BLH).
1. Foram bem precavidas.
2. Adormeceram mas em prontidão.
3. Foram recompensadas pela preparação.

III – Aplicação geral dessa parábola.
1. Representa a segunda vinda de Cristo. – Apoc. 19:17-19.
2. Ele virá em breve. – Heb. 10:37; I João 2:18; Hab. 2:3.
a) Estamos tocando os limites da eternidade.
b) Estamos vivendo na hora mais escura da noite do pecado.
“Como nos dias de Noé”. – Isa. 60.
c) A libertação de Israel à noite. – Êx. 12 :29.
3. Existem duas classes de crentes que esperam a Jesus: néscios e prudentes.
a) Agora não se nota diferença alguma.
b) Todos, aparentemente, esperam a Jesus.
4. Os preparativos necessários:
a) A lâmpada – A Palavra de Deus. – Sal. 119:105.
(1) Luz para clarear. Somos nós luz? – Mat. 5:14,16.
b) O óleo – o Espírito Santo. – Zac. 4:1.-14.
(1) O verdadeiro crente é um recipiente do Espírito Santo. – João 14:16,17; I Cor. 3:16.
(2) Temos nós recebido o Espírito Santo? – Atos 19:1,2.
5. Na vinda de Jesus não haverá tempo para corrigir defeitos, harmonizar distensões. – Apoc. 22 :10-12.
a) Jesus pode vir e nos encontrar dormindo (mortos) e, ao acordarmos, qual será nossa experiência?
b) As fátuas não foram excluídas por serem más, mas unicamente por não estarem realmente preparadas para a vinda do Noivo.
6. Triste experiência e exortação. – Vs. 11-13.
a) Preparemo-nos a encontrar o Senhor. – Amós 4:12.

{ 0 comments… add one }

Leave a Comment